Usucapião Familiar

Esse novo tipo de usucapião é para os casos  em que o imóvel seja de propriedade do casal, possibilitando a aquisição integral da propriedade de imóvel urbano pelo cônjuge ou companheiro(a).

Art. 1.240-A. Aquele que exercer, por 2 (dois) anos ininterruptamente e sem oposição, posse direta, com exclusividade, sobre imóvel urbano de até 250m² (duzentos e cinquenta metros quadrados) cuja propriedade divida com ex-cônjuge ou ex-companheiro que abandonou o lar, utilizando-o para sua moradia ou de sua família, adquirir-lhe-á o domínio integral, desde que não seja proprietário de outro imóvel urbano ou rural.

OS REQUISITOS SÃO:

Imóvel de até  250 m²;

Ocorrer abandono de lar por um dos ex-cônjuges ou ex-companheiros;

Exercício de posse pela parte inocente pelo menos dois anos a partir do abandono do lar, sem oposição;

A parte requerente não ser proprietária de outro imóvel urbano ou rural;

A parte requerente não ter sido beneficiada pelo mesmo instituto ainda que no âmbito de outra relação afetiva.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
INÍCIO
Open chat
Precisa de ajuda?
Olá, podemos te ajudar?